5 formas de gerar rendimento passivo

Depois de há uns dias ter dado a conhecer as principais diferenças entre rendimento ativo e rendimento passivo, hoje decidi partilhar algumas formas de como pode gerar rendimento passivo de forma bastante simples. No total, separei 5 formas de gerar rendimento passivo que prometem ser uma mais valia na hora de diversificar o seu portfólio financeiro. Como deve calcular, não vai ficar rico da noite para o dia, mas é muito importante adicionar algumas fontes de rendimento passivo à sua atual fonte de rendimento ativo (o seu emprego, por exemplo). Vamos lá!

Investir nos Certificados de Aforro/Tesouro

Se tem algum dinheiro poupado (e “encostado” nos depósitos a prazo) e é daquelas pessoas bastante sensíveis ao risco nos investimentos que faz, os famosos certificados do tesouro ou certificados de aforro são um excelente método de rendimento passivo (sem risco associado). Se, a título de exemplo, conseguir investir 20 mil euros nos certificados do tesouro, ao fim de 7 anos terá 21.404 euros, sem fazer absolutamente nada. Ou seja, ganhará 1.404 euros de forma completamente passiva. São cerca de 200€ por ano. Não é muito, mas é bem melhor que estar a perder dinheiro, como a grande maioria das pessoas está, atualmente, nos depósitos a prazo. Pode consultar os seguintes simuladores para ter uma melhor ideia dos possíveis ganhos nestes dois tipos de aplicações: Certificados de Aforro | Certificados do Tesouro

Criar um canal no YouTube

Não é à toa que existem cada vez mais YouTubers. Os que há uns anos atrás eram “gozados” por não possuírem um “trabalho normal” são, neste momento, idolatrados e invejados por muitos. Mas não pense que “fazer vídeos para o YouTube” é tarefa fácil. Todo o processo de criação de um vídeo para um canal no YouTube é bastante trabalhoso e, muitas das vezes, dispendioso. É necessário escrever o roteiro (sim, a maioria dos YouTubers escreve primeiro um guião), filmar, editar, para somente depois publicar o vídeo (isto para não falar de todo o material que é necessário, tanto a nível de hardware como de software). Mas, uma vez publicado o vídeo, ele pode gerar rendimento passivo por tempo indeterminado.

Escrever um livro/e-book

Escrever um livro ou um e-book é, hoje em dia, um dos métodos de rendimento passivo mais famosos e explorados. Depois de trabalhar inúmeras horas no desenvolvimento do seu livro ou e-book, poderá vendê-lo para o resto da sua vida, sem nunca mais trabalhar um minuto que seja (no livro, claro). A partir do momento em que termina o livro, todo o rendimento gerado posteriormente pode ser considerado rendimento passivo, uma vez que estará a ganhar dinheiro sem trabalhar. Se possui uma imaginação fértil e “outside the box”, escrever um livro/e-book pode ser o caminho a seguir.

Criar um blog

Esta forma de rendimento passivo funciona um pouco na mesma base do canal no YouTube, mas com a grande vantagem de não necessitar de tantos meios e conhecimentos. Se acha que tem jeito para escrever sobre um determinado tema (nicho), criar um blog pode tronar-se, muito facilmente, na sua “galinha dos ovos de ouro”. Existem vários blogs portugueses, de média dimensão (que nem “famosos” são), que geram rendimentos mensais bastante superiores aos de um ordenado médio em Portugal. Tenha em conta que o rendimento de um blog depende de muitos fatores: nicho, qualidade do conteúdo, tipo de monetização, concorrência, etc.

Se decidir avançar com a criação do seu site ou blog, fique a saber que existem muitas plataformas pelas quais pode optar para o seu desenvolvimento (como a Blogger, Wix ou Squarespace), mas eu aconselho apenas e somente uma: WordPress.

Alugar uma casa ou apartamento

Eu sei que nem toda a gente tem uma casa ou um apartamento para arrendar, mas para aqueles que possuem uma habitação parada, alugá-la é o melhor a fazer do ponto de vista financeiro (mesmo que esteja a precisar de ser renovada, avance com uma pequena renovação e alugue-a!). Poderá alugá-la ao dia, à semana ou mesmo ao mês. Além de não ser um rendimento 100% passivo (se alugar ao dia pelo Airbnb, por exemplo, terá de tratar da limpeza da habitação, bem como, muito provavelmente, de responder a mensagens e/ou falar com os hóspedes antes, durante e/ou depois da reserva, etc.), a grande verdade é que, se pesar o rácio trabalho/rendimento, este é bastante mais pesado no lado do rendimento, uma vez que o tempo de trabalho, comparativamente com os possíveis ganhos, é bastante diminuto.

Rendimento passivo = dinheiro extra

Gerar rendimento passivo pode ser uma fantástica forma de ganhar dinheiro extra sem ter de dar em troca o seu tempo/trabalho. É certo que, numa fase inicial, terá de perder tempo e trabalhar muito para criar um produto/serviço de elevada qualidade para que realmente possa vir a gerar rendimento passivo no futuro. Mas, depois dessa fase inicial, não terá de trabalhar mais ou de dar o seu tempo em troca para que continue a gerar dinheiro. É este o grande ponto forte do rendimento passivo. Se no meio disto tudo ainda conseguir juntar o útil ao agradável, ou seja, gerar um rendimento passivo através de um hobby (criar um blog sobre um tema que adora, por exemplo), melhor ainda, já que facilita todo o processo inicial.

Reply